PORTAL NIPPO-BRASIL
 
Dúvidas de Sexo

 
 
Parceiros NJ
 
Desde a minha primeira menstruação, tenho corrimento. Já passei por vários ginecologistas, mas nunca parou. Hoje estou casada e tínhamos relação normalmente, mas de uns 3 meses para cá não consigo ter relação. Passei pelo meu médico, fiz todos os exames e não deu nada, somente uma leve infecção que foi tratada, mas a dor permanece (a dor que sinto fica nos pequenos lábios, não sinto dor no fundo da minha vagina, somente na entrada). Meu médico pediu para que eu fosse a um terapeuta. Segui as orientações dele e, após alguns exames, a terapeuta disse que tenho dispareunia. Existe algum medicamento que posso tomar ou aplicar? Pesquisei na internet e descobri que também pode ser vulvovaginite? Tem cura? Algum remédio? (Ana)

Ana, o diagnóstico mais comum seria de vulvovaginite mesmo, onde uma das manifestações seria dor, ardor nas relações sexuais. Mas, como você disse, tudo foi pesquisado e nada revelou. Acho que o caminho é por onde seu ginecologista indicou. Talvez você tenha de passar por nova avaliação caso nada melhore, OK?

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz

Bom, durante minhas relações sexuais, todas as posições que eu faço eu sinto dor. Parece que o pênis do meu namorado toca meu útero e isso me incomoda e deixa a relação sem graça e nós paramos. O que será isso? Tem algum modo de melhorar? Porque as preliminares são ótimas, mas quando chega na hora da penetração fica doendo!(Leydi)

Não se preocupe Leydi, o que deve estar acontecendo é que seu corpo ainda não atingiu o máximo de desenvolvimento, e a vagina e fundos de saco precisam se "acostumar". Outro fator é que realmente o toque do pênis no colo do útero durante a relação pode incomodar dependendo da força da penetração. Algumas mulheres até acham a sensação boa, mas se você quiser amenizar isso peça ao seu namorado para controlar melhor a profundidade da penetração podendo também variar as posições em que a penetração não é profunda (de lado, por exemplo) ou que você possa controlar (mulher por cima).

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz

A cada menstruação sinto tanta cólica que chego a desmaiar. Parece que tem uma faca por dentro cortando tudo. Sinto também muitas dores nos ossos das costas e das pernas. Minha presão fica sempre 8 x 5, 7 x 5, minha taxa de açúcar no sangue fica em 60. Fiz um ultra-som intra-vaginal e deu que tenho pequenas formações anecóicas císticas nos dois ovários. O que é isso? Tem alguma relação com as dores da menstruação? (Kelly)

Kelly, cistos no ovário podem ser normais e, provavelmente, nada têm a ver de uma forma direta com as suas cólicas menstruais. O que você precisa saber é se existe uma doença orgânica como endometriose, por exemplo. Seu médico solicitará os exames necessários para isso. Agende uma consulta, ok?

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz

Depois que tive meu filho, não consigo mais ter relação sexual. Sinto uma forte ardência na penetração. Meu ginecologista já passou diversos remédios, diversas pomadas e nada resolveu. Não sei mais o que fazer. Já fiz exames de cultura, tratei de algumas bactérias, mas o problema persiste. Ainda estou amamentando. Pode ter alguma ligação? (Lilica)

Lilica, nos primeiros meses após o parto, a vagina fica mais sensível porque há uma queda fisiológica dos níveis de estrogênio, devido à amamentação. Desde que não haja, como você diz, alguma infecção, isso pode ser amenizado com o uso de cremes hormonais e lubrificantes, ok?

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz

Sou casada. Minha vida sexual era normal, mas há pelo menos 3 anos sinto dor antes da penetração. Algumas vezes ela nem ocorre. A vagina incha. Quando consigo ter a relação, no outro dia sinto as dores e o inchaço também. Fui em vários ginecologistas. Fiz todos os exames que, segundo eles, estão normais. Ao ler alguns artigos dizendo que pode ser de fundo emocional, tentei desencanar, mas não obtive resultados. O último ginecologista me disse que a minha vagina é pequena e pode ser isso, que estou com algo parecido com cansaço muscular dos jogadores de futebol, uma vez que a dor se encontra fora da vagina e não dentro. Aí, toda vez que tento, machuco o mesmo músculo. Por favor, me ajudem. Ele disse que não existe medicação para aliviar a minha dor. Eu não sei mais o que fazer. (Michele)

Michele, acho que é necessário aprofundar a pesquisa, investigando principalmente a possibilidade de uma infecção. Converse novamente com seu médico sobre a persistência dos sintomas.

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz

Eu e meu noivo já tentamos minha primeira vez várias vezes, sinto muita dor e não consigo deixar ele continuar. Já fui no ginecologista mas ela disse que comigo está tudo normal. Mas eu não entendo o por quê de tanta dor, às vezes acho que não irei conseguir nunca, e isso está me deixando muito preucupada e deprimida. Gostaria muito de ajuda. (Bruna)

Bruna, se a sua ginecologista já avaliou você e está tudo normal, é necessário investigar se a causa da dificuldade não está somente no medo ou até em causas mais profundas como o vaginismo. No caso de vaginismo, existe uma contração dos músculos da região genital tão intensa que a mulher impede a penetração na relação sexual. Por isso, o ideal é que você passe por uma consulta com um psicólogo ou psiquiatra para uma abordagem adequada do seu caso.

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz

Sou casada. Minha vida sexual era normal, mas há pelo menos 3 anos sinto dor antes da penetração. Algumas vezes ela nem ocorre. A vagina incha. Quando consigo ter a relação, no outro dia sinto as dores e o inchaço também. Fui em vários ginecologistas. Fiz todos os exames que, segundo eles, estão normais. Ao ler alguns artigos dizendo que pode ser de fundo emocional, tentei desencanar, mas não obtive resultados. O último ginecologista me disse que a minha vagina é pequena e pode ser isso, que estou com algo parecido com cansaço muscular dos jogadores de futebol, uma vez que a dor se encontra fora da vagina e não dentro. Aí, toda vez que tento, machuco o mesmo músculo. Por favor, me ajudem. Ele disse que não existe medicação para aliviar a minha dor. Eu não sei mais o que fazer. (Michele)

Michele, acho que é necessário aprofundar a pesquisa, investigando principalmente a possibilidade de uma infecção. Converse novamente com seu médico sobre a persistência dos sintomas.

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz<

Comecei minha vida sexual agora, fui ao ginecologista, tudo certinho. O problema é que sinto dor na hora. Fico muito lubrificada, me dou bem com meu namorado, quero muito, mas na hora da penetração não sinto dor, só durante o movimento de vai-e-vem, uma dorzinha no fundinho. Acho que é quando encosta no colo do útero. Isso pode ter alguma causa física? Já fiz exames e deu tudo normal! Ou será por que comecei a transar agora e demora um tempinho até tudo ficar legal? Tem horas que acho que nunca vou sentir prazer! (Flor)

Flor, já que todos os exames estão normais, a dor deve ser ocasionada pela tração que o pênis exerce numa penetração mais profunda. Converse com seu namorado a respeito das posições e "moderem" na penetração para verificar se a dor melhora.

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz

Fui ao médico com muita dor na barriga. Fiz exames e no começo o médico achou que era pedra nos rins. Fiz a ultra-sonografia, mas foi constatado que eu estou com mioma. Gostaria de saber como é o tratamento e o mais indicado. Estou sentindo muita dor. Faz um bom tempo que tenho cólicas menstruais freqüentes desde os 12 anos. Sinto muita dor nas pernas e na pelve e agora estou com dor nas relações sexuais. Tem algum jeito para não doer durante as relações sexuais até eu começar com o tratamento adequado? (Aline)

Aline, analgésicos comuns ou antiinflamatórios podem melhorar a sensação dolorosa proveniente de miomas. Mas o seu caso precisa ser avaliado pelo seu ginecologista, pois existem muitas possibilidades terapêuticas, dependendo de uma série de fatores e das necessidades da paciente (idade, vontade de ter filhos ou prole completa, tipo de sintomas, tamanho dos miomas, localização dos mesmos etc). Após a avaliação completa por seu médico, você poderá saber se todos os sintomas são provenientes do mioma.

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz.

Sempre tive relações normais com meu parceiro, mas houve uma em que após a relação senti uma cólica muito forte, horrível. Acredito que o seu pênis tenha ido muito fundo e talvez forçado o útero. Não sei ao certo. O que sei é que passei muito mal, tive que ir ao banheiro, vomitar e tudo. Depois desta, aconteceram mais vezes e comecei a ficar preocupada. Comentei com minha ginecologista e ela não falou nada. O que pode ter sido? (Milla)

A princípio, não parece ser nada grave. Porém, fica difícil responder essa pergunta sem examiná-la e sem solicitar alguns exames, sugiro, portanto, que retorne ao seu médico ginecologista.

Kendy Kumagai, Marcelo Hoshino, Edison Yajima e Hélio Sato
são ginecologistas do Hospital Nipo-Brasileiro.

Minha namorada era virgem e iniciou tratamento com a pilula Yasmin esse mês. Tivemos nossa primeira relação sexual, ela disse que doeu muito e na hora não sangrou nada, mas algumas horas depois começou um sangramento. No dia seguinte também, o que pode estar acontecendo? Isso é normal?

A rotura himenal pode ser acompanhada de sangramento ou não, porém outras coisas também podem provocar sangramento genital. O ideal seria que ela passasse por uma consulta ginecológica.

Dr. Kendy Kumagai é ginecologista do Hospital Nipo-Brasileiro.

Namoro há 10 meses e estou tendo algumas relações com minha namorada. Ela é virgem. Quando tento penetrar, ela sente muita dor e não faço a penetração. Parece que é muito fechado. O que podemos fazer para que a penetração seja sem muita dor?

Veja se vocês estão caprichando nas preliminares, pois isso aumenta a lubrificação e o calibre vaginal. Se necessário, use um lubrificante e vá com calma, carinho e se necessário aos poucos, em dias seguidos vencendo aos poucos o que pode ser o medo da dor da sua namorada. Caso vocês continuem com muita dificuldade, existe a possibilidade de vaginismo (onde a penetração é praticamente impossível pela reação da mulher contraindo os músculos da vagina e tem fundo emocional) ou mesmo algum problema anatômico que deverá ser avaliado pelo ginecologista.

Dr. Eddy Nishimura é ginecologista e obstetra do Hospital Santa Cruz.

A minha namorada sente uma ardência toda vez que coloco o meu pênis na vagina dela. O médico falou que a vagina dela tem uma passagem muito estreita para o pênis. Gostaria de saber como fazer para dar prazer a ela, pois toda vez ela sente dor (ardência) na hora do ato sexual. Já tentei xilocaína, mas não deu certo. O que posso fazer?

Pode tratar-se de causas infecciosas ou anatômicas (hímen complacente, por exemplo). Estreitamentos vaginais (anel de constricção) são raros na ausência de trauma ou ciriurgia vaginal anterior. Oriento marcar consulta com ginecologista. Nesses casos, o tratamento cirúrgico é a última alternativa.

Dr. Rodrigo Borsari é ginecologista do Hospital Nipo-Brasileiro.

Tenho 26 anos. Tive minha primeira relação, senti muita dor e houve pouco sangramento. No mesmo dia tivemos mais duas relações e foi um pouco difícil a penetração. Outros dias tivemos, mas sempre há dificuldade na penetração. Agora sinto só um pouquinho de dor. Sempre no dia seguinte sinto ardência. Pode ser alergia da camisinha? O problema na dificuldade de penetração é comigo? (Pri)

O seu problema da dificuldade de penetração pode ter várias causas. Recomendo uma consulta com o seu ginecologista para uma avaliação cuidadosa. Uma vez diagnosticado e tratado você deverá ter uma vida sexual satisfatória.

Dr. Kendy Kumagai é ginecologista do Hospital Nipo-Brasileiro.

Olá, tenho 26 anos e tomo a pílula Cerazette há 3. Há uns 6 meses venho sentindo dor durante a relação sexual, ressecamento vaginal e percebi microfissuras nos pequenos lábios. Já conversei com meu ginecologista sobre isso, fiz uma série de exames (toque, sangue, ultra-som, etc) e nenhum apontou algum problema. Acredito que talvez tenha faltado um exame de dosagem hormonal. Vocês acham que, mesmo com o uso contínuo da pílula, eu possa ter alterações hormonais que causem esse desconforto? O que mais poderia ser? Eu me caso em dois meses e esse problema têm me deixado extremamente chateada. Não sei mais a quem recorrer! Muito obrigada pela atenção! Abraços! (Desi)

Desi, não acredito que alterações hormonais detectáveis aos exames de rotina sejam responsáveis por suas queixas. Na verdade, alterações locais (vaginais) por uso do anticoncepcional, alterações de Ph, hábitos de higiene e vestuário, resultando em desequilíbrio da flora vaginal bacteriana podem ser a causa desses sintomas. Talvez um exame de secreção vaginal possa ajudar no diagnóstico.

Dr. Rodrigo Borsari é ginecologista do Hospital Nipo-Brasileiro.

 


• Medicamento Proibido
Orgasmo Feminino
Últimas
Dúvidas sobre sexo
ABC do sexo
Mitos e inverdades
As 10 perguntas
sobre a 1ª vez

Sexologia Forense
Terapia Sexual
Violência Sexual
 
  © Copyright 2001 - 2013 Portal NippoBrasil - Todos os direitos reservados
 
-