Dúvidas de Sexo

 
 
Parceiros NJ
 
Especial NippoJovem

É preciso agir já
Campanha do governo japonês incentiva a população a participar diretamente do programa de combate à emissão de gases
(Texto: Kunihiro Otsuka/ipcdigital.com | Foto: Divulgação)

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), cerca de 160 mil pessoas morreram em 2004 em conseqüência do aquecimento global. Esse problema traz efeitos negativos na economia mundial também. Segundo o Worldwatch Institute, os desastres naturais provocados pelas mudanças climáticas causaram um prejuízo estimado de ¥ 66 trilhões na década de 90.

Na opinião do professor Ryoichi Yamamoto, da Universidade de Tóquio, o governo japonês precisa encarar os problemas de mudanças climáticas causadas pelo aquecimento global com mais seriedade. “O Japão deve tentar reduzir a emissão de gases poluentes em 80%, seguindo o exemplo do governo britânito, que possui essa meta até 2050”, afirmou.

Mas não é necessário esperar a iniciativa do governo para cooperar com a redução de emissão de gases. Há muitas coisas que se pode mudar dentro de casa para poluir menos, já que as atividades domésticas são responsáveis por cerca de 13,5% do total de CO2 emitido em todo o Japão (dados de 2005).

Um dos temas da 9ª edição da Feira de Produtos Ecológicos foi conscientizar a população sobre os problemas ambientais. Além das novidadades, o evento apresentou várias formas de reduzir a emissão de gás carbônico, incluindo o site MyCO2 (www.myco2.net) pelo qual as pessoas podem conferir a quantidade de CO2 que produzem no seu dia-a-dia.

De acordo com a estimativa feita pelo Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC, sigla em inglês) da Organização das Nações Unidas, para acabar com o aquecimento global, será preciso reduzir a quantidade de CO2 emitido por pessoa no mundo das atuais 4 toneladas por ano para 1,6 tonelada. Um cidadão no Japão é responsável por cerca de 10,6 toneladas de dióxido de carbono emitido por ano por meio das atividades diárias. Não é uma tarefa fácil, mas há várias pequenas coisas que podem ser mudadas sem tanta dificuldade no dia-a-dia que, em conjunto, fazem diferença.

Para começar, a campanha nacional promovida pelo governo incentiva a população a tentar diminuir “um quilograma de dióxido de carbono por dia”. As seis ações diárias citadas pela campanha como fundamentais para a redução de gases poluentes são: ajustar a temperatura do aquecedor para menos de 20ºC no inverno/não baixar a temperatura do ar-condionado para menos de 28ºC no verão; fechar a torneira enquanto não estiver usando a água; tomar cuidado ao dirigir, para não desperdiçar combustível; dar preferência aos produtos ecológicos; tirar o plug da tomada quando não estiver usando um aparelho.

Para se ter uma idéia do efeito, o Ministério do Meio Ambiente disponibiliza no site (https://m.tszc.jp/try-1kg/tm6_co2-1kg02.html) a quantidade de CO2 que pode ser reduzida por dia ao adotar essas ações. Confira alguns exemplos no quadro ao lado.

 
O que você pode fazer para reduzir a emissão de CO2 (por dia)

1- Diminuir a temperatura do aquecedor de 22ºC para 20ºC: 96g

2- Diminuir um minuto o tempo do banho no chuveiro: 74g

3- Trocar a geladeira antiga por um modelo que consuma menos energia: 132g

4- Usar transporte público ou bicicleta no lugar de carro para ir ao trabalho ou ao supermercado: 180g

5- Pisar no acelerador do carro suavemente ao dar a partida: 207g

6- Dirigir tranqüilamente, sem acelerar muito: 73g

7- Dispensar as sacolas plásticas nas compras e dar preferência aos produtos sem ou com pouca embalagem: 62g

8- Diminuir uma hora o tempo de uso do aquecedor: 37g

 

Lojas apostam nos produtos ecológicos

A eficiência no consumo de energia virou a palavra-chave do desenvolvimento de novos produtos eletroeletrônicos no Japão. Os aparelhos que apresentam melhor desempenho nesse aspecto geralmente custam mais. Mas, para reduzir a emissão de gases poluentes, até o governo incentiva trocar os aparelhos antigos, principalmente os que consomem mais luz, como geladeira e ar-condicionado, por esses modelos.

Segundo estimativas, é possível cortar um terço da quantidade de CO2 gerado em casa ao utilizar aparelhos consumam menos energia. No caso do ar-condicionado, um modelo lançado em 2006 emite 15,7 kl de CO2, apenas 44% do que um aparelho de 1990 produzia.

As lojas também estão apostando na promoção desses produtos. As grandes redes, como Bic Camera, oferecem maior número de pontos no cartão de fidelidade para quem compra produtos eficientes na redução de consumo de energia.

Arquivo

De bicicleta pelo Japão

Ayumi Hamasaki inspira o novo visual das garotas japonesas

Dragon Ball Evolution

Cosplay, uma arte a parte

Baladas Japas

Vida de DJ

Jovens Japoneses

Gothic Lolita

Beisebol - Jogos da Amizade entre Brasil e Japão

Confraternização nikkei no esporte

J-music conquista jovens no Brasil

Daniel Uemura faz sucesso em novela teen

Jovem apresentador nikkei é destaque
Cultura pop japonesa
Trabalho voluntário
Ecologia: é preciso agir já
Tunning: trabalho artístico e hobby
Em busca do sucesso
Japonês básico
Animês e mangás
Street Dance
Ultra Seven – 40 anos
Mina e Lisa - Novela na internet
Dança do Ventre
The Checkers
Kung Fu
Mensageiros da Paz
Shodô
Soroban, calculadora japonesa
Oshibana
Ikebana
O Japão sob novos olhares
Harajuku
Taikô
Matsuri Dance
Sobrenomes japoneses
Cerimônia do chá
  © Copyright 2001 - 2013 Portal NippoBrasil - Todos os direitos reservados