Dúvidas de Sexo

 
 
Parceiros NJ
 
Especial NippoJovem

Tuning: trabalho artístico e hobby
O filme Velozes e Furiosos, lançado em 2001,
foi um grande incentivador dessa arte
Kátia Kazedani/NJ | Fotos: Jin Yonezawa/NB e Arquivo Pessoal



André Maeda e o Fiat Punto de Alexandre Hercovitch

O tuning (palavra de origem inglesa, que significa afinação) no Brasil é uma tendência que vem ganhando cada vez mais adeptos. Desde o lançamento do filme Velozes e Furiosos, em 2001, o foco que antes eram as competições de som automotivo foram perdendo espaço para aqueles que se preocupavam mais em personalizar seus carros com rodas, neon e outros acessórios.


Interior do Punto

Um dos trabalhos de Maeda na empresa Studio 77

A admiração por essa arte foi decisiva para que o designer de motos e carros André Takeshi Maeda, de 37 anos, fizesse do tuning a sua profissão. Hoje, ele é dono da empresa Studio 77 e transforma, segundo ele, o que a pessoa quiser. "Esse tipo de trabalho não precisa ser feito apenas em motos ou carros. Já pintei até avião", disse. O nikkei, que decidiu entrar de vez nessa área ao ver um capacete de moto todo desenhado quando tinha 24 anos, explicou que, para ele, isso não é apenas um negócio. "Esse tipo de trabalho é uma arte. É muito gratificante ver que a pessoa ficou satisfeita e gostou do que você fez."

Neste ano, Maeda recebeu o convite da Fiat para participar da 24ª edição da São Paulo Fashion Week, maior evento de moda da América Latina, realizado de 16 a 22 de janeiro, na Bienal do Parque do Ibirapuera, zona sul da capital. O desafio do nikkei era modificar o carro Punto, de acordo com o que o estilista Alexandre Herchovitch queria. No final, Hercovitch só quis alterar uma cor da parte interna do carro.

Além do trabalho em parceria com a Fiat e com Herchovitch, Maeda disse que um outro trabalho que o marcou foi para um fazendeiro do Mato Grosso do Sul. "O projeto para o meu cliente já estava todo definido. Iria fazer um dragão. Mas um dia ele me ligou e disse que tinha sonhado com uma cobra. Então, pediu que a moto inteira imitasse a pele de uma cobra", relembrou o nikkei, que fez esse trabalho em 2001.

O tuning, segundo o designer de carros e motos, é algo muito procurado quando se quer presentear alguém. Quando é assim, normalmente, as pessoas o deixam à vontade para criar. Foi o caso de uma mulher que deu uma moto e dois capacetes para o marido. "Nós devemos entender o gosto da pessoa e saber o que vai agradá-la. Mas como o nosso trabalho é arte, também devemos imprimir um pouco do nosso eu no que fazemos."



Carro com a cara da dona
<clique nas imagens para ampliar>



O fusca rosa recebeu investimentos de mais de R$ 7 mil para ficar de acordo com o gosto da dona

Priscilla Oliveira interessou-se por carros tunados aos 18 anos

A fonoaudióloga Priscilla Garcia de Oliveira, de 22 anos, sabia muito bem o que queria quando comprou um fusca e o personalizou. "Logo que completei 18 anos e tirei a minha carteira de habilitação, comecei a me interessar por carros tunados. Como sempre quis ter um fusca, comprei um para realizar esse sonho de poder modificá-lo e deixá-lo com a minha cara", explicou Priscilla.

Ao todo, ela gastou mais de R$ 7 mil para pintá-lo de rosa, colocar bancos de couro com o apelido Pri, banco traseiro com encosto de braço, tampão do som com uma miniatura de um Fusca, painel com o nome dela e um dadinho pendurado no espelho de dentro. Mas, segundo a fonoaudióloga, o carro ainda não está como ela gostaria, com chapas dentro, manopla e cintos rosa, painel digital e um jogo de rodas de estrelas. Priscilla se inspirou no carro em que a personagem Pit, interpretada por Ingrid Guimarães, utilizava no programa Sob Nova Direção, exibido aos domingo pela rede Globo.

Segundo ela, os pais sempre a apoiaram nesse projeto. "Eles gostam muito do meu carro, tanto que eles também usam. E, sempre que estamos na rua, as pessoas nos param e pedem para tirar fotos ou para eu ir com ele para uma outra cidade", afirmou a moradora da cidade de Ilha Solteira, noroeste paulista.

Além do Fusca, Priscilla ainda pretende comprar um gol de quatro portas para poder personalizá-lo. "Quero trocar os bancos, colocar neon e um som muito potente", finalizou.


Arquivo

De bicicleta pelo Japão

Ayumi Hamasaki inspira o novo visual das garotas japonesas

Dragon Ball Evolution

Cosplay, uma arte a parte

Baladas Japas

Vida de DJ

Jovens Japoneses

Gothic Lolita

Beisebol - Jogos da Amizade entre Brasil e Japão

Confraternização nikkei no esporte

J-music conquista jovens no Brasil

Daniel Uemura faz sucesso em novela teen

Jovem apresentador nikkei é destaque
Cultura pop japonesa
Trabalho voluntário
Ecologia: é preciso agir já
Tunning: trabalho artístico e hobby
Em busca do sucesso
Japonês básico
Animês e mangás
Street Dance
Ultra Seven – 40 anos
Mina e Lisa - Novela na internet
Dança do Ventre
The Checkers
Kung Fu
Mensageiros da Paz
Shodô
Soroban, calculadora japonesa
Oshibana
Ikebana
O Japão sob novos olhares
Harajuku
Taikô
Matsuri Dance
Sobrenomes japoneses
Cerimônia do chá
  © Copyright 2001 - 2013 Portal NippoBrasil - Todos os direitos reservados