PORTAL NIPPO-BRASIL
 
Dúvidas de Sexo

 
 
Parceiros NJ
 
Ciúmes
Sentimento pode demonstrar amor
Liliane Yoshino/NJ | Fotos: Divulgação

Quem nunca sentiu uma pontinha de ciúmes por alguém que gosta? Esse sentimento é um "bichinho" muito chato e complicado, mas super comum entre casais. "Ter um pouco de ciúmes é considerado normal. Significa até demonstração de amor. No entanto, quando é excessivo, ele atrapalha a relação afetiva", explicam as psicólogas do Núcleo Vida, Maria Ioko Otani e Maria Lucia Camões da Costa.

Ter confiança e respeitar o espaço do parceiro(a) podem ajudar a evitar brigas, muitas vezes desnecessárias. Caso não conseguir controlar o sentimento, o ideal é procurar um psicólogo.

Dicas

- Confie mais em si mesmo(a). Se ele está com você, é porque existe um sentimento sincero;

- Todo mundo precisa ter seu próprio espaço. Deixe ele sair com os amigos e aproveite para fazer isso também;

- Converse mais com o parceiro. Explique o que você está sentindo e tente resolver juntos;

- Se o olharem na rua, fique orgulhosa! Afinal, ele está com você e não com elas. E não questione se ele gostou ou se ele correspondeu, pois isso pode fazer com que ele sinta uma falta de confiança de sua parte.

Lado positivo Lado negativo
Na dose certa, o ciúmes pode estimular o relacionamento e fazer com que o amor seja mais forte. Além disso, a sensação de que o parceiro não está totalmente conquistado, faz com que haja um esforço de ambos em agradar e voltar aos mimos do começo de namoro. O ciúmes doentio deixa a relação insuportável e ambos ficam magoados. Isso porque o parceiro acaba se sentindo pressionado em evitar cenas de ciúmes e o ciumento, que muitas vezes sabe do seu problema, oscila os sentimentos de culpa e auto-justificação.

O ciúmes retratado na literatura

- "Otelo", de William Skakespeare (1603)
Otelo é um general mouro de Veneza e é bastante inseguro. Um possível romance entre sua mulher Desdêmona e Cássio desperta ciúmes nele. Esse sentimento pode ser visto em todos os personagens e das mais variadas formas.

- "Dom Casmurro", de Machado de Assis (1899)
A história gira em torno de Bentinho e Capitu e o possível adultério da personagem. O texto é narrado em primeira pessoa e, assim, as interpretações de toda a história é vista por Bentinho. O autor, Machado de Assis, faz com que o fim da história seja interpretada de várias maneiras.

- "Alves & Cia.", Eça de Queiroz (1925)
A obra conta a história de Alves que anseia por vingança após ver sua mulher com outro homem. Todo esse desespero de honrar o nome faz com que o final seja bastante surpreendente.

- "São Bernardo", de Graciliano Ramos (1934)
Paulo Honório é um homem bastante angustiado. Aos poucos, Honório se torna cada vez mais desumano e rude. Sua personalidade e o ciúmes doentio acarreta na destruição da família.

 
  © Copyright 2001 - 2013 Portal NippoBrasil - Todos os direitos reservados